Grupo de Pesquisa

Arqueologia e gestão do Patrimônio Cultural da Amazônia

O Grupo de Pesquisa atua com uma abordagem interdisciplinar buscando compreender a história de longa duração das diferentes ocupações humanas da bacia do rio Solimões. São investigados os locais de sítios arqueológicos, assim como os componentes que os formam, os vestígios arqueológicos, as formas das populações do passado e presente de se apropriar e transformar a paisagem e as relações dos moradores locais do presente com o patrimônio arqueológico. Além disso, o acervo arqueológico constituído ao longo das pesquisas é pensado como parte ativa do diálogo sobre o patrimônio.

Adriano Gambarini
Adriano Gambarini
Adriano Gambarini

Tesouros do passado da Amazônia

História em construção. Esforços deespecialistas em parceria com as comunidades locais estão ajudando a contar asnarrativas do passado da Amazônia até o contemporâneo. Uma jornada muito maismovimentada e povoada do que se pensava até pouco tempo.


Foto: Adriano Gambarini


Floresta humanizada

Mata virgem? Floresta intocada? Esqueça essas ideias. A Amazônia é habitada há milhares de anos, muito antes da invasão europeia. Esses povos ancestrais também foram responsáveis por moldar a floresta amazônica da maneira que a conhecemos hoje. 


Foto: Adriano Gambarini



Acervo

O Laboratório de Arqueologia do Instituto Mamirauá reúne em seu acervo mais de 500 peças, entre fragmentos cerâmicos,urnas funerárias e restos orgânicos, resultado de escavações realizadas nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã, e no entorno do município de Tefé, no Amazonas.

Foto: Everson Tavares


Funders

Receive the news in your e-mail: